Chapecó e Região Convention & Visitor Bureau

Notícias

02/Fev

Estudo mostra impacto do setor de hospedagem na economia brasileira

Turismo de negócios representa mais da metade das vendas do setor

O mercado corporativo é responsável por 55,5% das vendas do setor de acomodações no Brasil. O restante da receita é dividido entre visitantes estrangeiros (22,5%) e famílias (22%). Os dados são do estudo ‘Impactos da Cadeia Hoteleira na Economia do Brasil’, encomendado pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB) e produzido pela FGV. Além de hotéis, o levantamento também inclui motéis, albergues (exceto assistenciais), campings, pensões e apart-hotéis.

Um dos destaques do estudo foi a importância do setor na geração de empregos. Os dados revelam que cada R$ 1 milhão na demanda por serviços de acomodação é responsável por gerar 24,6 empregos diretos, indiretos ou induzidos. O número é maior que o verificado nos Estados Unidos, onde são gerados 14,4 empregos.

A pesquisa também revela que cada R$1 milhão em demanda é responsável por injetar R$ 3,3 milhões na economia, além de R$1,3 milhão de incremento no PIB. Os números têm como base dados de 2016,

No ano em destaque, o setor teve uma receita total de R$28,2 bilhões, montante que se converteu em R$ 93 bilhões de impacto econômico, R$ 37 bilhões de incremento no PIB e 694 mil empregos gerados. O mercado de hospedagem também representou em 2016 mais de 8% do valor total gastos por turistas estrangeiros no Brasil, que totalizou R$ 345 bilhões.

Acomodações x Indústria do Turismo

Dados do WTTC revelaram que a contribuição direta de viagens e turismo para o PIB brasileiro em 2016 foi de R$ 198 bilhões, 3,2% do total. Já considerando a contribuição indireta e induzida este valor sobe para R$ 530,5 bilhões, ou 8,5% do PIB. Já a contribuição total de Hotéis e Similares ao PIB em 2016 atingiu R$ 27,6 bilhões, resultado que representou 5,2% do PIB gerado pelo turismo.

Tendências

O estudo também apontou as principais tendências do setor de hospedagem para os próximos dez anos. Entre elas se destacam o aumento do mercado Mice, além do crescimento do Bleisure. Em relação às inovações tecnológicas, o levantamento atenta para o uso da realidade virtual como forma de promoção do estabelecimento, permitindo que o cliente vivencia a hospedagem antes de concluir a compra.


Fonte: Mercado & Eventos



Outras Notícias

06
Ago
Chapecó sedia evento técnico de referência na suinocultura
Chapecó sedia a partir de hoje, até está quinta (8), 12º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. O evento reúne as mais importantes discussões relativas aos... Leia Mais
10
Jul
Chapecó mostrará ações de sustentabilidade na Cúpula Mundial de Cidades
O prefeito Luciano Buligon é uma das 300 autoridades mundiais (14 da América Latina) convidadas para a Cúpula Mundial das Cidades (10th World Cities Summit... Leia Mais
04
Jul
Bem Casados 2019 é marcada pela tecnologia e sustentabilidade
Bem Casados 2019 é marcada pela tecnologia e sustentabilidadePara a próxima edição, a comissão organizadora tem o desafio de tornar a feira LixoZeroO maior... Leia Mais
02
Jul
Águas termais impulsionam turismo de inverno
Mesmo com a agroindústria e a produção agrícola no topo da economia regional, o Oeste também aposta no desenvolvimento do turismo pelas águas termais.Nas... Leia Mais

Nossos Parceiros