Chapecó e Região Convention & Visitor Bureau

Notícias

02/Fev

Prefeitura de Chapecó lança o Programa Lixo Zero

Chapecó, 13 de fevereiro de 2019 - quarta-feira – A Administração Municipal de Chapecó reuniu a sociedade na manhã desta terça-feira (12/02), no Centro de Cultura e Eventos Plínio Arlindo De Nes, para lançar o Programa Lixo Zero, que objetiva provocar uma mudança cultural, de atitudes e hábitos, com relação aos cuidados com o lixo. “A responsabilidade deste trabalho é todos. Buscamos uma transformação para gerar economia e cidadania. Já temos muitos bons exemplos em Chapecó e sabemos que as pessoas querem participar, por isso, juntos, vamos buscar os caminhos e mostrar como faz”, explicou o Prefeito, Luciano Buligon.

O conceito Lixo Zero consiste na separação dos resíduos direto na fonte geradora, ou seja, em casa, no trabalho, na escola, permitindo o máximo aproveitamento e correto encaminhamento dos resíduos orgânicos e recicláveis. Representa, ainda, a redução do envio desses materiais para o aterro sanitário ou incineração. O Lixo Zero é uma meta:

• Ética: de responsabilidade das pessoas;

• Econômica: deixar de gastar e começar a ganhar;

• Eficiente: separação correta;

• Visionária: visão sobre o futuro.

A ideia é esclarecer o que é o lixo e orientar as pessoas a mudarem seus modos de vida e práticas, de forma a incentivar os ciclos naturais sustentáveis, em que todos os materiais são projetados para permitir sua recuperação e uso pós-consumo. A metodologia será implementada pelo Instituto Lixo Zero Brasil. Para iniciar o trabalho, o Prefeito assinou dois decretos nesta terça-feira (12/02).

1) Decreto nº 36.637

Criou o Programa Lixo Zero, com base em três legislações vigentes: a Política Nacional de Saneamento, a Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Plano Municipal de Gerenciamento de Resíduos Sólidos (PMRS).

O Programa Chapecó Lixo Zero é um conjunto de projetos, ações, atividades e técnicas, métodos e inovações que objetivam incentivar a sociedade civil, a iniciativa privada e o poder público a não produção ou redução da geração e a valorização dos Resíduos Sólidos Urbanos e sua reintrodução na cadeia produtiva. O Programa tem como premissa a produção e o consumo consciente, responsável e sustentável com a não geração de resíduos e o combate ao desperdício. A proposta é:

- Contribuir para minimizar a geração de resíduos, controlar e reduzir riscos ao meio ambiente e assegurar o correto manuseio e disposição final dos resíduos no Município;

- Auxiliar na promoção de uma efetiva separação e valorização dos Resíduos Sólidos Urbanos, garantindo a viabilização pela economia circular, a preservação ambiental e a redução do volume dos resíduos enviados à destinação final;

- Motivar o desenvolvimento econômico, na criação de novos negócios e a capilaridade na geração de empregos, através do fomento às economias circular, criativa, colaborativa e solidária e ainda na promoção de inovações.

São metas do Programa Chapecó Lixo Zero:

I - alcançar o desvio de resíduos enviados ao aterro sanitário, conforme estabelecido no Plano Municipal de Resíduos Sólidos - PMRS, até o ano de 2030, de 70% de resíduos secos e induzir a compostagem da parcela orgânica dos Resíduos Sólidos Urbanos;

II - promover educação ambiental continuada;

III - promover a inclusão social dos catadores e outros grupos sociais envolvidos com o tema.

Na prática o trabalho será coordenado por um Grupo Interinstitucional para a Gestão dos Resíduos Sólidos Urbanos de Chapecó (GIRS), formado por representantes da sociedade civil, da iniciativa privada, do poder público e por pessoas físicas.

2) Decreto nº 36.638

Fixa a Meta do Poder Executivo Municipal dentro do Programa Lixo Zero. A meta da Administração se constituirá em alcançar o desvio de 70% dos resíduos secos, por si produzidos, enviados ao aterro sanitário, até o ano de 2020.

Panorama do Lixo em Chapecó

Hoje existem 14 Associações de Catadores de Materiais Recicláveis no Município. 350 famílias vivem do trabalho de triagem e destinação dos materiais recicláveis. Todos os dias 144 toneladas de resíduos orgânicos e rejeitos são coletados em Chapecó e apenas 17 toneladas são recicláveis. 48% dos resíduos descartados nos contêineres laranja, que deveriam ser secos, estão contaminados, e viram rejeitos.

Em resumo, apenas 6% dos resíduos coletados todos os dias em Chapecó são reaproveitados pelos catadores. 94% vão para o aterro. O Município gasta cerca de 20 milhões de reais por ano para coletar e dar destinação aos resíduos. “Juntos vamos trabalhar para mudar essa realidade. As pessoas precisam entender que lixo é dinheiro. Se todo o volume de rejeito recolhido em Chapecó, que hoje vai para o aterro, fosse reutilizado, o Município teria uma economia de aproximadamente R$ 13 milhões por ano”, explicou o Presidente do Instituto Lixo Zero Brasil, Rodrigo Sabatini.


Fonte: Prefeitura de Chapecó



Outras Notícias

06
Ago
Chapecó sedia evento técnico de referência na suinocultura
Chapecó sedia a partir de hoje, até está quinta (8), 12º Simpósio Brasil Sul de Suinocultura. O evento reúne as mais importantes discussões relativas aos... Leia Mais
10
Jul
Chapecó mostrará ações de sustentabilidade na Cúpula Mundial de Cidades
O prefeito Luciano Buligon é uma das 300 autoridades mundiais (14 da América Latina) convidadas para a Cúpula Mundial das Cidades (10th World Cities Summit... Leia Mais
04
Jul
Bem Casados 2019 é marcada pela tecnologia e sustentabilidade
Bem Casados 2019 é marcada pela tecnologia e sustentabilidadePara a próxima edição, a comissão organizadora tem o desafio de tornar a feira LixoZeroO maior... Leia Mais
02
Jul
Águas termais impulsionam turismo de inverno
Mesmo com a agroindústria e a produção agrícola no topo da economia regional, o Oeste também aposta no desenvolvimento do turismo pelas águas termais.Nas... Leia Mais

Nossos Parceiros